atalho_busca
atalho_menu
atalho_destaque
 
 
 
Guto Demeski, fisioterapeuta de Anderson Silva
 
 
1. Há quanto tempo trabalha com ele?
Eu comecei a trabalhar com o Anderson há 4 anos atrás. Conheci ele logo que cheguei na América, numa sessão de fisioterapia que fiz nele.

2. Como pode resumir ele?
Um grande irmão, em todos os sentidos; um dedicado paciente e excelente pessoa.

3. Qual o pior e o melhor momento que viveram juntos?
Acho que o pior momento, com certeza, foi o dia da fratura. E o melhor momento, tiveram vários, mas como estamos falando da fratura, o melhor momento foi quando ele deu o primeiro chute com a perna fraturada. Rimos muito... kkkk!.

4. Dizem que você é uma espécie de anjo da guarda dele. Porque isso?
Na verdade, o Anderson é como se fosse meu irmão. Tenho um carinho muito grande por ele e sua família. Então, estamos sempre juntos. Procuro ajudar ele sempre, da mesma forma que ele me ajuda. Nossa preocupação é sempre manter nosso time unido porque sabemos que juntos somos mais fortes. Esse é nosso lema!

5. Qual a grande diferença entre o Anderson amigo e o Anderson atleta?
Na verdade, os dois são bem iguais, mas com lutas diferentes... Anderson amigo está sempre do lado, sempre preocupado, luta para que todos se sintam bem e o Anderson atleta faz a mesmo coisa, mas para uma nação!!

6. Como foi o momento em que ele quebrou a perna? Teve alguma situação que poucos sabem?
Não. Na verdade, o adversário dele foi defender o chute na costela por isso a perna quebrou. O adversário dele defendeu errado, aumentando a energia de impacto. Isso foi a principal causa da fratura. Este tipo de fratura acontece muito mais no futebol do que no MMA.

7. Pra alguns, ele nao conseguiria voltar a competir em alto rendimento. Como você trabalhou isso?
Estes fatores, gracas a Deus, nós conseguimos controlar bem cedo com a ajuda de todos os treinadores e familiares. Sabíamos que a recuperação dele dependia do bom trabalho da Fisioterapia e da sua dedicação.


8. Qual o ponto que você mais trabalhou durante a recuperação dele? E quais técnicas precisou mais utilizar?
Sempre busquei a movimentação ativa das articulações livres do trauma para melhorr a circulacao e para facilitar ainda mais a recuperação. Então, desde o primeiro dia, o Anderson já fez trabalho de isometria, movimentação ativa de tornozelo e quadril (claro que tudo isso com muito cuidado, a Fisioterapia precoce e muito séria), muita manipulação na região da coluna lombar, trabalho de alongamento, trabalho de forçaa no outro lado e outras técnicas como acumpuntura , shiatsu, ventosa e etc.

9. Quais foram os principais desafios que você teve durante a recuperação?
O principal desafio foi manter meu pensamento sempre em alto astral para poder ajudar ele cada vez mais. Foi o momento mais importante da minha vida.

10. Teve alguma fase do seu trabalho de fisioterapia que teve algum destaque?
Eu destaco a fase final, quando fizemos trabalhos na piscina, grama e areia. Essa false foi muito legal.

11. Qual a principal virtude de Anderson nessa recuperação?
A dedicação dele foi sensacional!

12. Você temeu em algum momento pela carreira dele ou confiou sempre no seu trabalho e sabia que ele iria voltar aos octógonos?
Olha, sou um cara muito otimista em tudo na minha vida e eu, humildemente, acreditei muito no meu trabalho. Eu estudo e estudei muito para estar aqui hoje como fisioterapeuta de um grande campeão. Então, eu sempre deixei bem claro pra ele que sua recuperação dependia, mais do que nunca, da nossa sintonia de amizade e da relação de confiança entre o fisio e o paciente. E outra coisa: eu amo a Fisioterapia... Sabe um cara que AMA o que faz? Pensa ai cinco vezes mais. Esse ai sou eu. A Fisioterapia me emociona, faz eu me sentir vivo.

13. Depois de recuperado, qual foi o passo dado por você enquanto fisioterapeuta?
Depois da recuperação, o treino começou outra vez. Kkkk! O campeão vai voltar! Eu treino muito jiu-jitsu com ele. Mas, como profissional, continuei meus estudos aqui em Los Angeles.

14. Qual a sensação do Guto depois da luta contra o Diaz?
Depois da luta contra o Nick Diaz, eu chorei muito, comemorei muito!!!!! Foi o momento mais importante da minha carreira como fisioterapeuta e, com certeza, da minha vida.

15. Durante a luta, Anderson usou bastante a perna lesionada. Depois da luta, ele reclamou de alguma dor?
Ele não reclamou nada de dor ou desconforto... Foi um momento mágico.

16. Se sente aliviado depois da tempestade que se passou?
Com certeza! Hoje, vejo meu amigo jogando bola, treinando e curtindo a vida de boa novamente. Isso não tem preço, é uma realização interior muito grande pra mim.

17. Qual o seu desafio hoje?
Olha, se Deus nos permitir, eu gostaria muito de ver ele lutando pelo cinturão novamente. Mas, o futuro a Deus pertence. A nós, só resta trabalhar e ficar sempre buscando resultado 100%.
 
atalho_mais_artigos

 
Atacante brasileiro do Querétaro-MEX irá tratar lesão no Brasil
 
Jogador foi operado na quarta-feira (19) pelo médico especialista, Joaquim Grava
 
 
 
CROSSFIT: A Visão do Fisioterapeuta Desportivo
 
O que mais me agrada: é uma atividade eminentemente inclusiva.
 
 
 
atalho_mais_colunas

 
Agachamento Profundo. Mitos e Verdades
 
Saiba mais detalhes sobre essa atividade que gera bastante discussão.
 
 
 
atalho_mais_entrevistas

 
Guto Demeski, fisioterapeuta de Anderson Silva
 
Confira a entrevista com Guto Demeski, fisioterapeuta de Anderson Silva. Sua história com esse grande atleta.
 
 
 
atalho_mais_eventos

 
Sonafe 2015 será realizado em Florianópolis, Santa Catarina
 
Evento acontecerá entre os dias 30 de outubro e 2 de novembro
 
 
 
XV Jornada Científica será realizada entre novembro e dezembro
 
Evento será realizado no segundo semestre de 2015 e terá como tema principal o esporte olímpico
 
 
 
São José do Rio Preto recebe congresso internacional
 
Evento acontece de 21 a 23 de agosto e terá como tema a Hipermobilidade, Síndrome de Ehlers-Danlos e Dor
 
 
 
Sonage participará do Congresso SBRATE
 
O tema do evento, que acontecerá em São Paulo, será "Trauma no Esporte baseado em evidências"
 
 
 
Floripa sedia Congresso Internacional de Fisioterapia Esportiva
 
De 30 de outubro a 02 de novembro, evento mobilizará profissionais, estudantes e pesquisadores
 
 
 
atalho_mais_noticias

Nenhum conteúdo cadastrado!
 
atalho_publicidade
 
 
Seja um Parceiro.
 
atalho_parceiro
  •  
    Daniel Cady
  •  
    Júnior Cigano dos Santos
  •  
    Sonafe
  •  
    Nordeste MMA Team
  •  
    Aldeia CrossFit
 
 
 
 
Conceito
Equipe
Artigos
Colunas
Entrevistas
Eventos
Notícias
Empresas
Profissionais
 
 
 
Copyright 2015 . Todos os direitos reservados
Desenvolvido por